Salvador. Cidade para Viver e Investir!

Salvador é uma das mais belas e visitadas cidades do Brasil. Reúne inúmeras atrações para todos os gostos: praias e belezas naturais, locais históricos que remetem ao início da colonização brasileira, muita música, gastronomia típica, religiosidade, capoeira, além de possuir o maior carnaval do mundo. O clima tropical é predominante, Salvador está entre as cidades mais ensolaradas do mundo, com a média térmica anual de 24ºC e o total anual de precipitações de chuva alcançam 2.200 milímetros. Aqui o verão não é tão quente e o inverno não é tão frio. Ou seja: clima propício para a saúde.

Recentemente, Salvador foi foco em matérias pelo país e até fora, a exemplo do New York Times que enalteceu as nossas características. Ano passado, o jornal americano já tinha destacado que capital baiana era um dos melhores destinos do mundo – a única cidade brasileira presente numa lista do jornal com os melhores lugares do mundo para se conhecer. No mês passado, em reportagem publicada em seu site, o jornal norte-americano The New York Times, o maior do mundo, homenageou a cidade de Salvador. A matéria trouxe fotos e um depoimento da fotógrafa Stephanie Foden, que morou na capital baiana por diversos anos.

São tantos atrativos que se especula que Salvador seja o primeiro destino turístico pós-pandemia. Para especialistas, existe uma tendência de valorização do metro quadrado de Salvador.

O que somos

Os cases mundiais de Miami, Lisboa e Barcelona enquanto destinos desejados globalmente se assemelham ao que queremos que Salvador se torne a partir do projeto. Entende-se que os atrativos naturais de Salvador devem ser trabalhados de maneira que as pessoas entendam e até sintam os motivos de escolher a cidade. Temos o melhor clima do país, a maior baía de água quente do mundo, o maior patrimônio histórico-cultural das Américas e o povo reconhecidamente hospitaleiro – estes fatores juntos são únicos no planeta e merecem destaque, sendo usados da maneira correta, a nosso favor e ultrapassando o turismo.

Não é por acaso que Salvador é conhecida como a capital da alegria, acolhendo os visitantes do mundo inteiro com muitos sorrisos e oferecendo os melhores e mais surpreendentes roteiros. A mistura de raças, credos e cores formaram uma cultura singular em Salvador, que está presente em todas as partes da cidade, durante o ano todo, podendo ser apreciada em suas mais diversas manifestações, como a capoeira, o candomblé, a percussão, as danças e o carnaval.

O que fizemos

Nos últimos cinco anos, a reforma das orlas, o novo centro de convenções e a resolução da mobilidade (grandes vias, metrô, VLT e BRT) alçaram Salvador a um outro patamar e isso não pode ser perdido enquanto oportunidade de vender o destino que se modifica para ser tão bom para quem visita quanto para os residentes, os aspirantes e os investidores.

O que queremos

As tendências aceleradas pela pandemia, como a digitalização, o trabalho remoto e a valorização da moradia e da saúde trouxeram uma outra relação com os lares de cada um. E aí está a janela de oportunidades perfeita para a capital. A mínima da taxa Selic estimula ainda mais o investimento imobiliário e contribui no posicionamento de Salvador para o Brasil e para o mundo como destino de moradia e investimentos imobiliários. Por isso, é o momento de reposicionar Salvador e atrair novos olhares é agora.

Aliado a isso, o fortalecimento do turismo, que já está colocado como prioridade frente aos nossos atrativos deve impulsionar e corroborar com o projeto de exportar Salvador, fazendo a cidade alçar voos ainda mais altos e atraindo renda, pois o impacto na economia a partir do mercado imobiliário é de curto prazo.

Pensando na possibilidade de a ampliação de mercado que escolhe Salvador, o cálculo é simples: se atingirmos pelo menos 1% dos clientes do Brasil com interesse em comprar imóvel para renda, dobramos o mercado total de Salvador atualmente. E, talvez nem seja preciso reforçar, a atração de renda reverbera na arrecadação de impostos e injeta dinheiro de fora de Salvador para dentro.

Em números

A capital baiana possui 2,9 milhões de habitantes (IBGE – Diretoria de Pesquisas – DPE – Coordenação de População e Indicadores Sociais – COPIS), 39 mil leitos na rede hoteleira, aproximadamente 300 meios de hospedagem e mais de 5200 restaurantes.

Fale Conosco

 eventos@ademi-ba.com.br  / +55 71 98890.8650